Como são os jogos que a Final Quest produz.

Final Quest Box
02/20/2017
O que escolas federais podem nos ensinar sobre tecnologia e o que escolas particulares precisam aprender?
03/08/2017
Show all

Como são os jogos que a Final Quest produz.

Um dos três pilares da Final Quest são os jogos, pensamos e estudamos sobre eles e sua aplicação na educação por quase dez anos. Por muito tempo acreditávamos que produzir um jogo para atender uma demanda capaz de ser atendida pela aplicação de um jogo comercial não era algo necessário.

Com isso, a evolução da nossa experiência de aplicação de jogos foi gradual. Foi um trabalho de angariar jogos com potencial não definido e horas de embasamento para justificar as possibilidades educacionais de produtos feitos para entretenimento. Começamos com conteúdos simples de história e matemática e fomos aumentando a complexidade dos projetos, trabalhando com filosofia e religião, política e astrofísica.

Foi assim que em 2017 começamos a construir nosso próprios jogos, com a confiança na técnica de produção de jogos, junto da experiência de relacionar entretenimento e educação. Com um melhor entendimento das necessidades de instituições escolares para o engajamento de alunos, nos sentimos preparados para esse tipo de projeto.

Optamos por começarmos a produzir jogos no estilo visual novel. Esse tipo de jogo é tecnicamente simples. De fato, é bem comum que crianças produzam esse tipo de jogo sem grandes dificuldades. Essa característica popularizou o uso de visual novels para problematizar causas sociais ou realizar críticas sociais em um formato mais lúdico, para chamar atenção à um problema.

Exemplo de uma visual novel feita para crítica social é Two Interviewees, criado por um desenvolvedor de jogos italiano em apenas um dia. Essa obra faz uma crítica à desigualdade com base em gênero que existe em entrevistas de emprego. A visual novel é distribuída gratuitamente na internet. A obra ganhou relevância e provocou discussões sobre o assunto, além de ser traduzida por fãs para outros idiomas, incluindo o português.

Outro aspecto de relevância social e educacional interessantes de visual novels é seu potencial como ferramenta para fomentar incentivo à escrita e leitura. A presença de som e imagem ajuda a chamar atenção de crianças mais jovens, não ainda habituadas à livros comuns. A facilidade com que uma visual novel pode ser produzida, por sua vez, incentiva o ato de escrever naqueles interessados em produzir um jogo.

Uma comparação interessante é entre visual novel e livro-jogo. Essas duas formas narrativas permitem que o usuário escolha caminhos na história a serem seguidos, formando assim uma estrutura narrativa multilinear. De fato, uma das únicas diferenças entre visual novel e livro-jogo é a presença de sons e imagens em visual novels.

A produção de uma visual novel também é uma boa introdução ao ensino de programação. Engines de jogos como Ren’Py, feitas para criação de visual novels, permitem a produção de visual novels com o mínimo de conhecimento sobre programação possível. O código abaixo possui apenas três conceitos de programação e já é o bastante para gerar um produto que pode ser executado, uma pequena visual novel.

label start:
"Dentro dessas linhas é contado uma história"

"Personagem 1" "Fala do personagem 1"
"Personagem 2" "Fala do personagem 2"

"Espaço para narração"
"Mais espaço para narração..."
label return
Estamos a todo vapor produzindo novos produtos que em breve já estarão acessíveis para todos. Nossos planos são de lançar 3 jogos até o final do primeiro semestre de 2017. As temáticas serão variadas abordando liderança, escolha da carreira e relacionamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *