Cursos de professores para professores
01/20/2017
Do ARG ao JERA
02/02/2017
Show all

Transmídia da educação?

Muitas vezes aqui falamos sobre o conteúdo que seu aluno pode estar vendo na internet, mas dessa vez vamos conversar sobre quais os formatos que agradam seu aluno. A internet tem uma vantagem sobre os outros meios, ela pode lhe afogar em um conteúdo.
Na geração atual fama é um objetivo muito prevalente. Muitos alunos sonham em alcançar esse objetivo através de plataformas como YouTube. A popularidade desse tipo de serviço muitas vezes ofusca a visão do aluno que tenta se adaptar ao que acha que irá lhe trazer fama, em vez de focar em algo que gosta e buscar fama por meio deste.
O objetivo de alcançar fama é prejudicial. A imensa maioria dos alunos não irá alcançar algum tipo de sucesso e isso pode causar sérios danos à sua auto estima. É importante ressaltar orgulho intrínseco pela produção de conteúdo, não extrínseco em nome da fama. Promover orgulho pelo trabalho que faz é uma forma de gerar confiança e maturidade emocional necessária à muitos alunos. Alunos precisam adequar suas expectativas e não esperar sucesso imediato, e sim gradual.
A natureza da internet reflete a diversidade de modos que o usuário consome mídias, desde imagens estáticas às mais elaboradas animações. O conteúdo tende a não se restringir à um único formato, se pegarmos qualquer conteúdo popular entre os jovens vamos perceber a natureza transmidiática do conteúdo, ou seja, uma diversidade de formatos sobre o mesmo tema.
Vou usar como exemplo o JovemNerd, uma dupla que gosta muito de quadrinhos, jogos e todos os outros assuntos relacionados ao universo Geek/Nerd. No início era só um blog, postando imagens e textos sobre esse conteúdo, mas após 15 anos produzindo conteúdo para internet, eles adicionaram uma série de novas mídias sendo produzidas, incluindo conteúdo 3D.
Vale ressaltar nesse exemplo é que eles perceberam que não era possível manter sua audiência conectada ao site deles o tempo todo, sempre publicando coisas parecidas. Dessa forma criaram uma rotina de lançamento de conteúdo em formatos diferentes para que seu público fique conectado a eles de segunda a sexta.
Isso pode ser também chamado de transmídia, um fenômeno popularizado com o filme Matrix, que começou a contar a história em um filme, passou por um videogame, desenhos animados e voltou à telona para terminar a história.
Como podemos imaginar uma escola transmídia?
Essa pergunta deveria fazer parte das discussões sobre o avanço do ensino. Vontade de produzir mídias é algo característico das novas gerações. Quando o ensino a distância começou a ficar popular, nas últimas décadas, foi dado início à esse debate. Ainda não chegamos ao ponto de incorporar essa preocupação nas aulas presenciais, mas produção de conteúdo transmidiático é uma tendência que mostra sinais de amadurecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *